Brasil

Direitos Humanos investiga ataque a área indígena em Mato Grosso do Sul

 Irá acompanhar a situação dos indígenas Guarani-Kaiowá

Diego Alves Publicado em 24/06/2015, às 23h47

None
1abcd14e-d9f5-4998-8b57-380f4a4cb3a9.jpeg

 Irá acompanhar a situação dos indígenas Guarani-Kaiowá

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), embarcou nesta quarta-feira (24) para Mato Grosso do Sul onde irá acompanhar a situação dos indígenas Guarani-Kaiowá “que estão sendo expulsos de suas terras tradicionais a tiros por fazendeiros locais”.

Conforme informações divulgadas pelo Conselho Indigenista Missionário (CIMI), “existe a possibilidade inicial de dois indígenas terem sido atingidos pelos tiros e uma criança perdida”.

De acordo com a Agência Câmara, em maio, a comissão realizou diligência nas áreas indígenas do Mato Grosso do Sul, considerada a região mais conflituosa. Nos últimos 11 anos, mais da metade de assassinatos de indígenas no Brasil ocorreram nesse estado.

Jornal Midiamax