Brasil

Dilma tira Mercadante da Casa Civil e coloca Jaques Wagner

A saída de Mercadante é um antigo pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Gerciane Alves Publicado em 30/09/2015, às 13h52

None
mercadante.jpg

A saída de Mercadante é um antigo pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

O ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, deve deixar seu posto. Para o lugar dele, irá Jaques Wagner, que hoje ocupa o Ministério da Defesa. A saída de Mercadante é um antigo pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Com a troca, a Defesa será ocupada por Aldo Rebelo, que hoje ocupa a pasta da Ciência e Tecnologia. Mercadante poderá ir para o Ministério da Educação, pasta que coordenou no primeiro mandato de Dilma.

Pelo telefone

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, foi demitido ontem, por telefone, pela presidente Dilma Rousseff. Com isso, o PMDB poderá ficar com sete ministérios. Deve partir da sigla a indicação para a Saúde, assim como para Ciência e Tecnologia e Portos.

Devem permanecer em seus postos Kátia Abreu, da Agricultura, Eduardo Bragas, de Minas e Energia, Eliseu Padilha, da Aviação Civil e Helder Barbalho, da Pesca (isso se o ministério não for extinto).

A reforma ministerial deve ser anunciada oficialmente amanhã.

Jornal Midiamax