Brasil

Cadela que teve focinho amarrado por dono se recupera bem

Caitlyn ficou em estado grave após ter o focinho amarrado com fita adesiva porque não parava de latir

Gerciane Alves Publicado em 14/06/2015, às 17h16

None
focinho_cadela.jpg

Caitlyn ficou em estado grave após ter o focinho amarrado com fita adesiva porque não parava de latir

No último mês, as fotos de Caitlyn chocaram as redes sociais. A cadela de um ano teve o focinho deformado após o antigo dono amarrá-lo bem forte com uma fita adesiva por mais de 36 horas, o que fez com que ela ficasse em estado grave e precisasse passar por uma cirurgia de reconstrução na Sociedade Animal de Charleston, na Carolina do Sul, Estados Unidos.

A boa notícia é que ela está tendo uma “recuperação incrível” e suas feridas estão cicatrizando muito bem, segundo os funcionários da organização informaram no Facebook.

Na época, Lucy Fuller, diretora sênior de cuidados veterinários na Sociedade Animal de Charleston, disse que Caitlyn chegou ao local com muita dor e em condição crítica. “A fita estava tão apertada que cortou o fluxo sanguíneo em seu focinho”, contou. Com isso, talvez fosse necessário remover parte de sua língua cirurgicamente, além do risco de morte com a grande quantidade de tecido morto, de acordo com o Daily Mail.

William Leonard Dodson, o ex-dono, foi preso e acusado de crueldade animal por enrolar fita adesiva em Caitlyn quando ela não parava de latir.

Jornal Midiamax