Avião que caiu com prefeito em Minas Gerais não foi abatido, diz Aeronáutica

Aeronave sobrevoava ocupação do MST quando caiu; prefeito morreu no acidente
| 17/07/2015
- 00:22
Avião que caiu com prefeito em Minas Gerais não foi abatido, diz Aeronáutica

Aeronave sobrevoava ocupação do MST quando caiu; prefeito morreu no acidente

A polícia Civil de Minas Gerais informou nesta quinta-feira que o Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) concluiu que o avião que caiu na terça-feira na zona rural de Tumiritinga (MG) não foi abatido.

“Durante reunião com a equipe da Polícia Civil responsável pela investigação das circunstâncias do acidente, os técnicos do Cenipa alegaram que não foi identificado nenhum dano no avião que pudesse ter sido provocado por objeto externo”, informou a polícia, em nota. A mesma avaliação já havia sido feito pela polícia, que aguardava as conclusões do Cenipa.

Duas pessoas que estavam no avião morreram no acidente, entre elas o prefeito do município Central de Minas, Genil Mata da Cruz (PP), 39 anos. No momento da queda, o avião sobrevoava uma fazenda que seria de propriedade do prefeito e está ocupada pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra). De acordo com líderes do MST, o acampamento foi atacado com rojões e outros artefatos explosivos, jogados de dentro do avião.

De acordo com a polícia, os responsáveis pela perícia do Cenipa informaram que o avião não tinha estrutura adequada para a realização de manobras bruscas e voos rasantes. A instituição informou ainda que “está empenhada em ouvir as testemunhas da queda” e que aguarda o laudo da perícia de fragmentos de artefatos explosivos recolhidos no terreno.

Quanto aos tripulantes de outro avião que fazia o sobrevoo da área no momento do acidente, a polícia afirmou que eles terão que explicar o motivo que os levou a deixar o local sem relatar a queda do outro avião aos órgãos competentes.

A Polícia Civil afirma que está apurando a suspeita e que recolheu fragmentos no local, que serão submetidos a perícia. Ainda de acordo com a polícia, já está confirmada a presença de outra aeronave no momento da queda. Os tripulantes desse segundo avião já foram localizados e estão sendo interrogados.

Veja também

Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 214

Últimas notícias