Brasil

Após secretário enviar nudes, governo do DF impõe regras para uso de celulares

Mulher seminua apareceu em grupo da alta cúpula

Midiamax Publicado em 28/10/2015, às 19h20

None
nude-266x179.jpg

Mulher seminua apareceu em grupo da alta cúpula

Um dia após a polêmica envolvendo o secretário de Justiça com o envio de fotos de uma mulher seminua, o governo do DF publicou, no Diário Oficial, normas para uso de celulares funcionais. As imagens teriam sido enviadas do aparelho de João Carlos Souto, titular da pasta de Justiça do DF.  Entre as normas do decreto está a proibição do serviço de telefonia móvel e de internet fora do ambiente de trabalho neste tipo de aparelho.

A norma também estipula um teto de R$ 350 por mês com gastos com celular para os secretários e administradores, de R$ 150 para secretários adjuntos e subsecretários e R$ 100 para outros funcionários que possuem telefone móvel funcional.

Nesta terça-feira (27), fotos de uma mulher seminua teriam circulado em um grupo de Whatsapp de secretários do Governo do DF. As imagens, que mostram uma mulher vestindo apenas calcinha deitada em uma cama, teriam sido compartilhadas inicialmente pelo secretário João Carlos Souto. As imagens têm sido compartilhadas desde esta terça-feira por vários usuários do aplicativo de mensagens.

Procurada pelo R7 DF, a assessoria de imprensa da Secretaria de Justiça informou que não vai comentar sobre o assunto, por se tratar de uma questão pessoal que envolve o nome do secretário.

As fotos da mulher seminua teriam sido vistas pelo governador do DF, Rodrigo Rollemberg e pela primeira-dama, Marcia Rollemberg. Os dois participam do grupo de Whatsapp para o qual as imagens teriam sido enviadas.

Uma ex-funcionária da secretaria, contatada pelo R7, apontada como a mulher que aparece nas fotos negou ser ela nas imagens e disse não ter conhecimento sobre as imagens.

Jornal Midiamax