Brasil

Marta Suplicy alfineta Padilha e novo ministro da Cultura

Em novembro, Marta deixou o cargo com uma carta de demissão ruidosa.

Gerciane Alves Publicado em 31/12/2014, às 12h45

None
marta.jpg

Em novembro, Marta deixou o cargo com uma carta de demissão ruidosa.

Em post publicado no Facebook, a senadora Marta Suplicy (PT) criticou a nomeação do sociólogo Juca Ferreira para o Ministério da Cultura no segundo mandato de Dilma Rousseff.

Marta, que comandou a pasta de 2012 até novembro deste ano, afirmou que a população “não faz ideia dos desmandos” que Ferreira teria realizado quando era ministro da Cultura.

Ele trabalhou no ministério durante o governo Lula como secretário-executivo durante a gestão de Gilberto Gil e, depois, como ministro entre 2008 e 2010.

A comemoração de Alexandre Padilha (PT), candidato derrotado ao governo de São Paulo, no Twitter também foi criticada pela senadora – que teria disputado a candidatura ao governo do estado no PT.

Em novembro, Marta deixou o cargo com uma carta de demissão ruidosa.

No texto, a senadora afirmou que esperava que Dilma nomeasse uma equipe econômica “independente, experiente e comprovada que resgate a confiança e credibilidade ao seu governo e que, acima de tudo, esteja comprometida com uma nova agenda de estabilidade e crescimento para o nosso país”.

Desde sua saída, o Ministério da Cultura estava sob a batuta de Ana Cristina Wanzeler, então secretária-executiva da pasta.

Atualmente, Ferreira é secretário municipal de Cultura de São Paulo, na gestão Fernando Haddad. Ele licenciou-se do cargo para coordenar a área de cultura da campanha da presidente Dilma à reeleição. Depois de mais duas décadas no PV, Juca filiou-se ao PT em 2012.

Jornal Midiamax