Influenciadoras russas destroem bolsas Chanel em protesto contra marca

12/04/2022 -
18:07

Com a guerra entre Rússia e Ucrânia, diversas sanções à Moscou já foram impostas e uma série de empresas saíram do território russo. Entre elas, a marca francesa Chanel, que incluiu ainda um pedido para a suspensão de venda de seus produtos para pessoas que possam usá-los na Rússia.

Por isso, influenciadoras digitais russas iniciaram um boicote à marca, com protestos no Instagram. A DJ Katya Guseva, com 591 mil seguidores, e a jornalista e atriz Marina Ermoshkina, com 303 mil seguidores, começaram com os vídeos, na última semana . Durante a semana, foram seguidas por outras.

?igshid=YmMyMTA2M2Y= - Influenciadoras russas destroem bolsas Chanel em protesto contra marca

Nos comentários das publicações, pessoas de diversos lugares do mundo criticam as influenciadoras. “Você chora por sua bolsa! As mães da Ucrânia choram por seus filhos”, diz um comentário na publicação de Victoria Bonya, que tem 9,3 milhões de seguidores. Na legenda, a influencer diz que nunca viu “uma marca ser tão desrespeitosa com os clientes”.
O vídeo de Bonya tem 3,5 milhões de visualizações no Reels do Instagram. Ela corta uma clutch, tipo de bolsa pequena, avaliada em 8 mil euros, ou quase R$ 41 mil.

received 721729905668324 - Influenciadoras russas destroem bolsas Chanel em protesto contra marca
Foto : Reprodução

Chanel confirmou que está cumprindo as sanções da União Europeia. A marca de luxo proíbe a venda de itens com valores superiores a 300 euros, cerca de R$ 1.550, para a Rússia e para pessoas que vão levar para o país e lá usar. Assim, as lojas solicitam que os clientes informem seu endereço principal.

received 1110499762851117 - Influenciadoras russas destroem bolsas Chanel em protesto contra marca
Foto : Reprodução



Veja também