Divulgação

Britânicos matam um animal selvagem por diversão a cada três minutos, diz comissão parlamentar 

09/07/2022 -
13:45
Divulgação

Britânicos matam um animal selvagem por diversão a cada três minutos, dentro e fora do seu país. Esta foi a conclusão de um estudo de comissão parlamentar no Reino Unido que defende o fim da caça. Segundo o documento, os caçadores britânicos estão entre os mais "produtivos" do mundo, matando mais de 100 diferentes espécies, incluindo algumas ameaçadas, como leões e ursos polares. A atividade é classificada pela comissão como um "esporte doentio e sangrento". Por sua vez, os caçadores afirmam que injetam dinheiro nas economias dos países onde "se divertem", especialmente na África, tendo a África do Sul como o destino mais frequente. No Reino Unido, o principal alvo são as raposas.

Empresas do Reino Unido vendem pacotes de "caça ao troféu" por dezenas de milhares de libras. Entre elas estão a caça a leões "enlatados", nas quais os animais são criados em cativeiro e abatidos em cercados.

Ativistas pró-caça afirmam que a atividade ajuda a conservação na África, mas caçadores britânicos se gabam de atirar em macacos e felinos em árvores por "diversão" e a maioria dos animais morre de forma lenta e dolorosa, diz o relatório.

O deputado conservador Sir Roger Gale, presidente da comissão, disse que as descobertas desmontam as alegações dos caçadores de que eles estão conservando a vida selvagem e mostra que sua motivação é o "autoprazer do tipo mais revoltante", noticiou o "Daily Mail".

Se o projeto anticaça se tornar lei, ele impediria os caçadores de trazer peles de animais, cabeças decepadas e carcaças de volta ao Reino Unido após tiros no exterior: os seus troféus. O governo passou anos prometendo uma proibição, mas não ofereceu um cronograma.

4F24A31B 1A4A 4140 A98B 56F86F5502F5 - Britânicos matam um animal selvagem por diversão a cada três minutos, diz comissão parlamentar 
Foto : Reprodução
998653A9 CCB9 4EAF BB37 8DA8E44229B8 - Britânicos matam um animal selvagem por diversão a cada três minutos, diz comissão parlamentar 
Foto : Reprodução



Veja também