Após acidente de Thor, projeto de lei quer obrigar motorista a socorrer animal atropelado em Campo Grande

09/02/2022 -
18:00

Após ser atropelado por uma camionete no Bairro Maria Aparecida Pedrossian, em novembro, Thor encara um árduo tratamento para poder voltar a andar. Atropelado e deixado na rua sem socorro, o acidente com o cão inspirou um projeto de lei que segue em análise em comissão da Prefeitura Municipal de Campo Grande. 

O projeto de lei, de autoria do Vereador Professor André Luís (Rede), tem em um dos fundamentos obrigar que os motoristas que atropelem qualquer animal na rua o socorra. "A proposta é que a pessoa tenha a responsabilidade objetiva pelos cuidados com o animal. Vamos incluir maus tratos na forma administrativa, incluir um ilícito administrativo, então a pessoa poderá ser penalizada administrativamente pela omissão do socorro do animal", explicou o vereador ao Midiamax.

Conforme explica Greice Maciel, uma das protetoras responsáveis pelo Thor, se a lei for aprovada, vai ajudar a penalizar muitos motoristas que se recusam a prestar socorro aos bichos atropelados.

"A gente quer que o caso do Thor abra uma porta, pois existem tantos casos de animais atropelados e a maioria fica negligenciado, ficam agonizando na rua, ou é resgatado e quem resgata precisa ir atrás de ajuda. Fora a dificuldade que é achar um lar para esses cães. Esperamos que a lei, se aprovada, venha para diminuir o número de atropelamento de animais em via pública", comentou.

Um vídeo de câmera de segurança mostra o momento do acidente que deixou o animal sem os movimentos das patas traseiras. O motorista atropela, para por alguns segundos, manobra e vai embora, sem socorrer Thor. Após "barulho" e insistência, os protetores conseguiram, por meio do Ministério Público Estadual, que um inquérito fosse aberto para investigar o atropelador que dirige o veículo. 

Após o acidente, ele foi resgatado por protetores e passou por cirurgia. Hoje, realiza tratamento de fisioterapia e acupuntura para poder voltar a andar. Os valores do tratamento já chegam a mais de R$ 10 mil, valor custeado por doações e rifas. 

Atualmente, Thor tem uma 'vakinha' aberta para arrecadar mais fundos para o tratamento, em cerca de R$ 4,2 mil. O link pode ser acessado clicando aqui. Além disso, foi promovido um abaixo-assinado com mais de 3,6 mil assinaturas contribuindo na petição para tornar obrigatório o socorro aos animais atropelados. O abaixo-assinado foi uma iniciativa do bacharel em direito e especialista em direito jus animalista, Pablo Chaves.

Após acidente de Thor, projeto de lei quer obrigar motorista a socorrer animal atropelado from Jornal Midiamax on Vimeo.



Veja também