Le Blog Maria Antonia

O elefante mais solitário do mundo chega a santuário e é recebido por Cher

O animal recebeu o título informal de “elefante mais solitário do mundo” de vários grupos de animais que, dirigidos por Cher, vinham exigindo há anos um lar melhor do que o decrépito zoológico do Paquistão onde vivia sozinho desde que sua única companhia próxima, outro elefante chamado Saheli, morreu devido a uma gangrena. A solidão […]

Maria Antonia Naegele Publicado em 03/12/2020, às 10h24 - Atualizado às 10h24

None

O animal recebeu o título informal de “elefante mais solitário do mundo” de vários grupos de animais que, dirigidos por Cher, vinham exigindo há anos um lar melhor do que o decrépito zoológico do Paquistão onde vivia sozinho desde que sua única companhia próxima, outro elefante chamado Saheli, morreu devido a uma gangrena.

A solidão e as duras condições prejudicaram sua saúde e ele sofria de desnutrição e problemas mentais, embora a administração do zoológico sempre negue que o animal tenha sido maltratado.

Kaavan depois de viver 35 anos isolado em um zoológico no Paquistão, chegou nesta semana a um santuário no Camboja, onde passará o resto de sua vida.

O elefante mais solitário do mundo chega a santuário e é recebido por Cher
Foto : Reprodução

Kaavan, com 37 anos de idade, percorreu sedado os quase 4.000 quilômetros que separam o aeroporto de Islamabad, capital do Paquistão, de Siem Reap, a cidade cambojana mais próxima do santuário Kulen Prom Tep, onde viverá com centenas de elefantes e outros animais selvagens.

A cantora Cher, que liderou uma campanha pela causa do animal, fez questão de recebê-lo no aeroporto da cidade de Siem Reap, no noroeste do país asiático.

O elefante mais solitário do mundo chega a santuário e é recebido por Cher
Foto : Reprodução
O elefante mais solitário do mundo chega a santuário e é recebido por Cher
Foto : Reprodução
O elefante mais solitário do mundo chega a santuário e é recebido por Cher
Foto : Reprodução

Jornal Midiamax