Le Blog Maria Antonia

Depois de dez anos em aquário na China, baleias belugas são levadas para santuário na Islândia

As belugas Little Grey e Little White que estavam num parque aquático em Xangai, onde realizavam truques para entreter os visitantes, foram transferidas para a Baía de Klettsvik, um santuário, onde serão treinadas antes de seren libertadas. Ambas são originalmente das águas do Ártico russo, crendo-se que teriam dois ou três anos quando foram capturadas. […]

Maria Antonia Naegele Publicado em 10/08/2020, às 12h58

None

As belugas Little Grey e Little White que estavam num parque aquático em Xangai, onde realizavam truques para entreter os visitantes, foram transferidas para a Baía de Klettsvik, um santuário, onde serão treinadas antes de seren libertadas. Ambas são originalmente das águas do Ártico russo, crendo-se que teriam dois ou três anos quando foram capturadas.

No santuário as belugas serão treinadas para que consigam suster a respiração durante mais tempo e para que se tornem mais fortes para aguentarem as marés e as correntes. Estão também a ganhar gordura para que consigam lidar com as temperaturas mais baixas da água do santuário.

As baleias viajaram 9000 km, durante mais de 30 horas, para chegarem à Baía de Klettsvik.

Este será o primeiro santuário do mundo para baleias, apontando o caminho rumo ao fim do cativeiro das baleias e dos golfinhos.

Depois de dez anos em aquário na China, baleias belugas são levadas para santuário na Islândia
Foto : Reprodução
Depois de dez anos em aquário na China, baleias belugas são levadas para santuário na Islândia
Foto : Reprodução
Depois de dez anos em aquário na China, baleias belugas são levadas para santuário na Islândia
Foto : Reprodução
Depois de dez anos em aquário na China, baleias belugas são levadas para santuário na Islândia
Foto : Reprodução
Depois de dez anos em aquário na China, baleias belugas são levadas para santuário na Islândia
Foto : Reprodução
Jornal Midiamax