MidiaMAIS

Em disputa acirrada, sucuri do Aquário do Pantanal é batizada como Gaby

Publicado por
Karina Campos
Compartilhar

A cantora Fafá de Belém bem que tentou puxar torcida para ter a homenagem no nome da sucuri do Bioparque Pantanal, também conhecido como Aquário do Pantanal, mas a disputa acirrada terminou, nesta segunda-feira (16),com a escolha de nomear a cobra por Gaby, em homenagem à cantora paraense.

Os moradores tinham que comentar na publicação oficial no Instagram do completo turístico de Mato Grosso do Sul. A ideia era homenagear uma personalidade do Pará, já que a cobra, uma das principais atrações, veio direto do norte do país. Entre a disputa também estavam: Joelma e Fafá de Belem.

O réptil veio de uma área de preservação, após ser resgatada com diversos ferimentos. O Jornal Midiamax contou a história da cobra, segundo o biólogo Allyson Favero, do Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), o fato da cobra não ser do MS: "É porque a gente não tira um animal da natureza. Fomos atrás de criadouros que tinham disponíveis, e só apareceu ela no Pará", sana Allyson, destacando que a serpente já chegou a morar em Mato Grosso do Sul por algum tempo e depois retornou para a região norte.

"É uma cobra que já tem bastante experiência em questão de criadouro. A gente não tem um criadouro de sucuris em MS, por isso é necessário recorrer a quem tem", ressalta. "Temos o Cras, e quando chega alguma sucuri machucada nós tratamos, só que não é um criadouro", destaca o biólogo.

A decisão leva em conta a manutenção da fauna local, já que retirar animais do bioma traria grandes prejuízos à natureza. "Tirar um animal da natureza é mais traumático para ele, e isso gera uma complicação ambiental bem grande. A sucuri tem uma importância enorme no ambiente... remover essa cobra de sua área para não seria correto", esclarece ele.

Escolha do nome sucuri

Sucuri veio direto do Pará. (Foto: Divulgação)

Para a escolha do nome as pessoas tiveram que comentar em uma das publicações no Instagram oficial do Bioparque. O post com o maior número de comentários foi o vencedor. A disputa ficou ainda mais acirrada nas últimas horas de votação.

A serpente de grande porte vive atualmente em um ambiente preparado para seu bem-estar, no tanque denominado Banhados Sucuris. O representa uma área de banhado, típicos das regiões pantaneiras de pouca profundidade. Além de plantas aquáticas como piri piri e juncos, também foi implantado outros elementos naturais como folhas e capim seco, típicos dos habitats dos répteis.

Jornal Midiamax

Esta notícia foi publicada em 16 de maio de 2022 11:18

Publicado por
Karina Campos