Search
Cotidiano

Amhasf cadastra envolvidos em ocupação no Los Angeles para lista de casas populares

Famílias fizeram ocupação de área pública e depois tiveram seus barracos destruídos

Publicado por
Fábio Oruê
Compartilhar

Das 67 pessoas que participaram da tentativa de ocupação em uma área pública no Los Angeles, em Campo Grande, apenas 23 compareceram no Cras (Centro de Referência de Assistência Social) da região para a regularização do cadastro habitacional da Amhasf, nesta quinta-feira (23).

Dos envolvidos, conforme a lista entregue ao município pela vereadora Camila Jara (PT), apenas 8 tinham cadastro no banco de dados da agência, ainda necessitando de atualização.

De acordo com o diretor de atendimento do Cras, Claudio Marques, o objetivo do cadastro é inserir os moradores na listagem de futuros beneficiários de moradias, contudo, a inserção não significa que tais moradores irão ser sorteados na frente de quem já está com cadastro regular na Amhasf. “Existem critérios para o processo legal”, explica.

Além dos cadastros, as famílias também passam por triagem para que tenham direito ao programa Recomeçar-Moradia (auxílio-aluguel), que beneficia financeiramente os moradores com R$ 500 para custo de despesas com o pagamento de aluguel de imóvel residencial e demais gastos emergenciais relacionados à habitação.

Desocupação das famílias

Cerca de 70 famílias ocuparam uma área pública no Los Angeles pois estavam sem condições de arcar com aluguel, alimentação e estavam passando por necessidades. Eles improvisaram a construção de barracos com lonas e madeira. Depois disse, viram os barracos sendo destruídos com o que havia dentro por uma retroescavadeira.

Equipes da e GCM (Guarda Civil Metropolitana) acompanharam a ação da (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) para a retirada das famílias que montaram barracos, no começo do mês.

Jornal Midiamax

Esta notícia foi publicada em 23 de junho de 2022 17:27

Publicado por
Fábio Oruê

Esse site utiliza cookies.